Prótese de Mama

protese-de-mama

O implante de prótese de silicone nas mamas é um dos procedimentos mais realizados dentro da Cirurgia Plástica e o mais procurado no meu consultório. O procedimento é rápido, tem resultados excelentes, baixo índice de complicações e traz bastante satisfação a paciente, o que lhe confere grande sucesso.

Os implantes modernos e as técnicas atuais permitem uma maior segurança no procedimento e menor tempo de recuperação. O implante de silicone, também chamado de mamoplastia de aumento, é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo aumentar o volume das mamas e proporcionar um melhor contorno, firmeza e simetria para os seios através da inclusão de prótese de silicone.

A cirurgia é indicada para pacientes que desejam aumentar o tamanho das mamas. O implante de silicone também é recomendado para casos em que houve o comprometimento da sustentação e firmeza das mamas, como as mulheres cuja perda de peso ou gravidez alterou o formato dos seios. Mulheres que tenham assimetria entre as mamas também podem ser beneficiadas por esta cirurgia

A técnica cirúrgica empregada depende fundamentalmente de uma discussão cuidadosa entre médico e paciente. Além do tipo de prótese de silicone, deve ser definida a loja anatômica – local onde ficará alojada a prótese nas mamas.

O implante de silicone nos seios pode ser colocado por via submamária (abaixo das mamas) ou pela aréola (periareolar), dependendo da indicação médica e da paciente. Em ambos os casos, a cicatriz será a mais discreta possível. O implante pode ser colocado tanto acima do músculo peitoral quanto abaixo, variando de acordo com a indicação médica e com as preferências da paciente. A cirurgia de implante de silicone nas mamas dura entre 1 a 3 horas.

 

ANESTESIA

 

A anestesia mais adequada depende da avaliação médica e do paciente. Na colocação de prótese de silicone nos seios, as opções são a anestesia local com sedação e anestesia geral.

 

A PRÓTESE

 

A escolha da prótese de mama é feita pela análise do biótipo, da largura do tórax, da base da mama ou pela quantidade de tecido.

As próteses de seios atuais são compostas de silicone médico gel altamente coesivo, que é uma norma da ANVISA. Ele representa uma evolução perante os modelos anteriores, pois não oferece risco de “espalhar” o silicone de dentro da prótese, mesmo em caso de ruptura ou perfuração externa.

 

RECUPERAÇÃO

 

Um sutiã elástico deve ser utilizado, dia e noite, no primeiro mês após a cirurgia, para auxiliar na recuperação e no posicionamento das novas próteses. Ele deve ser usado inclusive para dormir, para proteger e sustentar os seios, permitir a cicatrização perfeita dos tecidos e acelerar a reabsorção do inchaço.

Eu não utilizo pontos e sim cola cirúrgica na colocação de implante de silicone nos seios. A grande vantagem é que o paciente não precisa fazer curativo e nem retirar pontos, e sim apenas tomar banho com água e sabão. A cola cirúrgica solta sozinha em 21 dias de acordo com a cicatrização do paciente.

É normal que a paciente sinta desconforto e inchaço três primeiros dias de recuperação. Em 2 a 3 dias, o paciente já está liberado para as suas atividades cotidianas, desde que não pegue peso. Em 7 a 15 dias, o paciente já pode voltar a dirigir. Não se deve dormir de bruços ou de lado por pelo menos 45 dias.

As atividades físicas aeróbicas poderão ser retomadas em 30 dias. A musculação, ou seja, atividades com o uso de pesos para os braços só estão liberados em 2 a 3 meses. A mama ganha a sua forma definitiva em três meses.